Olá pessoal!

Todos aprendemos muito neste último ano e algumas dessas aprendizagens podem ser dicas valiosas para outros educadores!

Aproveite esse espaço para compartilhar uma dica ou aprendizado para aprenderemos juntos!

Abraços! 🤗

4 Comments

Vamos começar o ano nos conectando com outros educadores que buscam uma educação mais criativa, relevante e mão na massa?

A gente sabe como é importante compartilhar ideias e aprender com outros educadores, pois além de aprender coisas novas também nos sentimos mais fortalecidos para realizar atividades diferentes na nossa prática em sala de aula.

Assim, uma super dica é participar dos Clubes Criativos, uma iniciativa da RBAC promovida pelos seus Núcleos Regionais espalhados por todo o país!

O legal dessa iniciativa é que podemos participar de diversas formas, desde ouvintes, apresentar uma atividade bacana que realizamos, até ajudar na organização dos

Vamos começar o ano nos conectando com outros educadores que buscam uma educação mais criativa, relevante e mão na massa?

A gente sabe como é importante compartilhar ideias e aprender com outros educadores, pois além de aprender coisas novas também nos sentimos mais fortalecidos para realizar atividades diferentes na nossa prática em sala de aula.

Assim, uma super dica é participar dos Clubes Criativos, uma iniciativa da RBAC promovida pelos seus Núcleos Regionais espalhados por todo o país!

O legal dessa iniciativa é que podemos participar de diversas formas, desde ouvintes, apresentar uma atividade bacana que realizamos, até ajudar na organização dos encontros!

As inscrições vão até o dia 09/04 e podem ser feitas aqui. 🤗

 

Durante o ano de 2020, apesar de muitos adolescentes terem acesso ao celular, apenas 20% de todos meus alunos do ensino médio público tinham acesso real aos estudos via internet, eles estavam conectados nas principais redes sociais, mas não tinham acesso ao google class, isso porque os planos das operadoras de celular só permite acesso ilimitado sem consumo dos dados moveis apenas para as redes sociais, como por exemplo (Instagram, Facebook, Twitter, Whatsapp e Telegram). 

Algumas coisas que eu fiz e me ajudaram muito a alcançar mais alunos foi:

  • Realizar os atendimentos das aulas, momentos de tirar dúvidas e orientações usando o

Durante o ano de 2020, apesar de muitos adolescentes terem acesso ao celular, apenas 20% de todos meus alunos do ensino médio público tinham acesso real aos estudos via internet, eles estavam conectados nas principais redes sociais, mas não tinham acesso ao google class, isso porque os planos das operadoras de celular só permite acesso ilimitado sem consumo dos dados moveis apenas para as redes sociais, como por exemplo (Instagram, Facebook, Twitter, Whatsapp e Telegram). 

Algumas coisas que eu fiz e me ajudaram muito a alcançar mais alunos foi:

  • Realizar os atendimentos das aulas, momentos de tirar dúvidas e orientações usando o whatsapp vídeo, áudio e imagem ao invés do meet, pois poucos alunos apareciam no meet;
  • Deixar sempre, em todos os materiais, orientações detalhadas do que os alunos precisavam fazer, como seriam avaliados, formas de entregar a atividade, o que eles poderiam fazer caso perdessem os prazos estipulados pela escola e como me encontrar.
  • Respondia e dava feedback todas perguntas e atividades enviadas pelos alunos no whatsapp e no google class  (plataforma adotada pelo estado no meio do ano em diante).
  • Fiz um post com as perguntas mais frequentes e disponibilizei na plataforma.
  • Envia lembretes semanalmente aos alunos via google avisando que estava disponível. 
  • Deixava registrado para cada turma, qual seria meu horário de atendimento especifico para cada turma e um horário extra para dúvidas.

Desabafo: Durante o ano de 2020, percebi que eu não podia deixar todas as minhas sociais disponíveis para atender os alunos e nem podia ficar 24 hrs a disposição (isso estava me deixando mentalmente esgotada e a sensação era de trabalho infinito), então limitei meu atendimento nas redes sociais e informei aos alunos em quais redes eles poderiam me encontrar: whatsapp, google classe e e-mail. Mas isso não deu 100% certo, quebrei diversas vezes minha própria promessa que eu não iria mais atender aluno nos finais de semana ( :D No final eu atendia sempre que chamavam (quando eu estava acordada, tinham alunos que mandavam perguntas ou atividades as 2 horas da manhã de sábado para domingo, ai é complicado. Mas, confesso que colocar um horário para eles especifico além do horário oficial de aula e limitar que não atenderia aos finais de semana, reduziu muito as procura dos alunos nos finais de semana e alguns alunos comentaram que isso ajudou eles a organizar um tempo especifico para estudar a minha material, pois sabiam que aquele horário eu estava disponível para atende-lo durante a semana mesmo sendo fora do horário oficial da turma deles, com a contrapartida de descansarmos aos sábados e domingos.

Alguns problemas da comunidade escolar em que estava inserida:

  1. Falta de dados móveis e internet wi-fi  suficiente para assistir vídeos e acessar app como o google classe.
  2. Celulares "antigos"  que não possibilitavam abrir determinados apps e em alguns casos, nem vídeos ou pdfs,
  3. Ausência de insumos básicos para a impressão de todas as atividades para todos alunos,

Diante destes três fatores a escola definiu padrões/regras de como as atividades deveriam ser feitas, para reduzir os problemas e tentar atender os alunos nas melhores condições que tínhamos até aquele momento, assim ficou definido que:

  • As atividades deveriam ser enviadas de 15 em 15 dias aos alunos, seguindo um cronograma interno de postagens definidas pela escola; 
  • O material de "atividades pedagógicas complementares (APC)"  feito pelo professor não podia  passar de 1 lauda e a forma exclusiva de avaliação online era o google forms,
  • A partir do 2º bimestre foi "recomendado"  não usar outras ferramentas além do google forms e do material de 1 lauda em pdf (para poder ser impresso na escola, mas também de apoio aos estudos no google class), poderia até disponibilizar vídeo aula no google sala de aula, mas ela não poderia ser a única forma de explicar o conteúdo, o pdf tinha que atender essa necessidade da melhor forma possível.
  • Foi vetado a realização de projetos de pesquisa, experimentos ou outras "ideias", sob a justificativa que a comunidade por ser carente não teriam acesso a livros ou outras fontes de pesquisa, além de acabar inviabilizando ao aluno realizar a atividade falta de materiais básicos em casa. Sendo "sugerido" o uso de conteúdo e exercícios apenas (Confesso, foi a parte que eu mais sofri, pois eu amo fazer projetos e os alunos começaram o ano letivo realizando projetos em todas minhas turmas do 1º ao 3º ano do EM, mas compreendo os motivos da gestão, é aquele tipo de situação que não existe um certo ou errado da questão, e naquele momento era o que a gestão encontrou de solução imediata para a situação)
  • os professores precisavam seguir obrigatoriamente os itens/tópicos definidos na tabela de conteúdos enviada bimestralmente pelo governo.

Realizei as atividades seguindo as orientações da escola, mas como na situação não podia fazia muita coisa da forma que acredito ser a mais eficiente para o momento, busquei trazer minhas APC muitos elementos do dia a dia, exemplos que os alunos com certeza já teriam visto ou vivenciado, usando bastante imagem e sintetizando os conteúdos ao máximo. Além de sempre deixar como extra vídeos e outras possibilidades de material na plataforma, aos alunos que só acessavam via whatsapp, eu enviava um print do pdf, assim todos conseguiam acessar como forma de foto o que reduzia o problema de não app pdf em alguns celulares, isso ajudou com que muitos alunos que estavam "desaparecidos" voltassem a entregar as atividades, muitos entrevaram via whatsapp e por lá eu dava o feedback e também o suporte para a maior parte dos alunos.

Este é um pouco do vivi e aprendi em 2020 remotamente.

Quem mais passou situações parecida?

Quais foram os caminhos que vocês tomaram?

Como podemos fazer diferente em 2021?

 

 

 

 

Olá pessoal!

Esbarrei com um conteúdo super bacana e compartilho aqui com vocês!

É a plataforma Aprendendo Sempre, que reúne uma série de recursos que podem ser úteis para promover a aprendizagem durante a pandemia.

Lá tem orientações e experiências, formações e ferramentas!

Conhecem outras iniciativa que ajudou vocês e ainda está ajudando nesse período? Compartilhem com a gente!

Abraços!! 🤗