Neste primeiro momento vamos precisar apenas de um lápis ou caneta, um pedaço de papel e que você se inscreva no grupo temático: Volta às aulas, para juntos começar a desenhar nossos caminhos e soluções e compartilhar nossas inquietações.
Dicas de preparação

Seja bem vindo!

Este material foi produzido com muito carinho, de professor para professor. Compartilho das suas inquietações e conheço na prática a lida com os diferentes desafios que encontramos na educação, no meu caso mais especificamente na vivência na rede pública de ensino, em suas mais diferentes variáveis. Trabalhei desde em escolas que tinham de tudo até em escolas que não tinham nada (e o nada envolvia a falta de merenda em alguns dias, até a ausência contínua de itens básicos de higiene aos professores e alunos como, por exemplo, papel higiênico nos banheiros).

Hoje, estou aqui para te acolher e compartilhar contigo um pouco da aprendizagem criativa, abordagem que me possibilitou transformar ainda mais minhas aulas e me deu suporte e apoio para continuar fazendo o que eu mais amo dentro da educação, que é gerar possibilidades de desenvolvimento com crianças e adolescentes. Quero muito estar contigo neste volta às aulas, vem comigo?

Dica - Você já conhece a Aprendizagem Criativa?

De forma bem resumida, a aprendizagem criativa está centrada em quatro pilares, os chamados 4 P’s: paixão, projeto, pares e pensar brincando - foi proposta por Mitchel Resnick, do MIT Media Lab, e se baseia principalmente no construcionismo de Seymour Papert - que se inspirou nas ideias de Piaget, Paulo Feire, Montessori e outros grandes pensadores.

Na aprendizagem criativa as ações e iniciativas propostas são construídas com o propósito de conectar, oportunizar, desenvolver, refletir, construir e reconstruir coletivamente, valorizando a troca de experiências e manifestação de opinião e valores, com ou sem o uso da tecnologia. O objetivo principal é promover uma Educação de Pessoas para Pessoas, para que todos possam se desenvolver em todas as suas dimensões. Com os P's podemos construir infinitas possibilidade de forma mais orgânica dentro da sala de aula, seja presencialmente ou a distância.

Nesta primeira atividade do “volta às aulas” edição especial para professores, você é nosso convidado especial para experimentar uma experiência pensada no que, durante os nossos trabalhos com aprendizagem criativa, acabamos identificando como PZero (P de Pessoas), o qual consideramos ser um P  fundamental por mover todos os 4 P’s propostos por Mitchel Resnick.

Lembre-se, você é parte fundamental no PZero, pois é uma das principais pessoas de contato direto com o educando. É você quem transpõe as barreiras entre os conteúdos e a prática, sendo agente ativo que facilita as conexões necessárias para o aprendizado em suas diferentes fases e formas. Além de ser uma das figuras principais como exemplo de cidadão e inspirar confiança para os educandos, pois, em alguns casos, você é a pessoa adulta modelo para eles. 

A sua qualidade de vida emocional é, portanto, muito importante e, devido ao momento atual, preparamos esta atividade para ajudá-lo a se reconectar com o que é pessoalmente relevante para você. Só assim podemos construir melhor o volta às aulas deste momento atípico em nossa história. Vamos juntos?

Por onde começar...

Caros Educadores,

Sabemos que este ano letivo se inicia com novos desafios, vários protocolos e a necessidade buscar novas alternativas para o retorno das aulas em diferentes perspectivas, seja com aulas presenciais, remotas e uma mistura dos dois. 

São inúmeras as demandas e inquietações nas quais estamos imersos neste momento, mas não podemos nos esquecer que a qualidade de vida emocional e física é essencial para enfrentarmos estes novos desafios. Embora seja importante mantermos a mente saudável, no cenário atual isso parece cada vez mais impossível. 

Perdemos familiares, amigos e colegas de profissão, alguns de nós enfrentaram a Covid-19 de perto e, neste cenário em que nos encontramos imersos em um misto de sentimentos e afazeres diários, o trabalho mais que triplicou, assim como as demandas pessoais. Agora, vamos voltar para algo que, sejamos sinceros, ninguém sabe exatamente como será, não é mesmo?

Os protocolos desenhados são extremamente úteis e nos ajudam a ter uma ideia dos caminhos possíveis a seguir para esta volta às aulas, mas nós conhecemos na prática os inúmeros desafios que enfrentamos dentro das escolas e das comunidades que estamos inseridos e é por isso que cada instituição precisa desenhar as melhores ações para atender sua realidade local. 

Diante de tudo isso o mais importante é cuidar da engrenagem principal do sistema educacional, as Pessoas, todos os membros da comunidade escolar, para que juntos possamos cuidar uns dos outros e reconstruir o novo “normal”, da melhor maneira possível.

A melhor forma de começar esse processo de construir o novo “normal” é conectando as pessoas e ajudando-as a se reconectarem com o que existe de mais importante e significativo para elas, mas que foi esquecido ou deixado de lado com o tempo e a correria do dia a dia.

Por isso, o nosso IMAGINAR de hoje será composto por três momentos de reconexão pessoal e que posteriormente você pode usar e remixar também para vivenciar esse momento com os pais dos alunos - e, quem sabe, com os próprios estudantes! Vamos juntos ?

É MOMENTO de se RECONECTAR para  CONSTRUIR!!!